Home

30 de setembro de 2014

Caros Paroquianos, com um “clik” no banner “A Palavra de Deus na vida”, acima, você pode meditar a Palavra de Deus diariamente, faça essa experiência!Que a Palavra de Deus ilumine todos nós!

 

 

 

A CRECHE ANJO DA GUARDA PRECISA DE VOCÊ!!

Com um "click" no banner acima: "Construção da Creche Anjo da Guarda" você poderá ajudar concluir o acabamento interno da obra. Precisamos de: todos os pisos cerâmicos, bancadas e divisórias de granito, portas de madeiras, louças e metais sanitários, luminárias, vidros, pinturas.

 


PRESTIGIEM  ESTE MARAVILHOSO EVENTO!


DIA 30 DE SETEMBRO - ÀS 20:30 HORAS

 

 

 

 


A Orquestra Filarmônica do Estado de Goiás e Coral estarão se apresentando dia 30 de setembro, terça-feira, a partir das 20:30 horas, na Paróquia Nossa Senhora Rosa Mística, dentro do programa “Concerto nos Bairros.” A batuta é do Maestro Marshal Gaioso e a apresentação inclui obras de Mozart, Mendelssohn, Bizet, Ketèlbey, Guerra-Peixe, Joaquim Santana e Cyro Pereira. Venham e tragam familiares e amigos. Apresentação imperdível!

 


SÃO JERÔNIMO PRESBÍTERO E DOUTOR DA IGREJA

 
 

                                                                      

Neste último dia do mês da Bíblia, celebramos a memória do grande “tradutor e exegeta das Sagradas Escrituras”: São Jerônimo, presbítero e doutor da Igreja. Ele nasceu na Dalmácia em 340, e ficou conhecido como escritor, filósofo, teólogo, retórico, gramático, dialético, historiador, exegeta e doutor da Igreja. É de São Jerônimo a célebre frase: “Ignorar as Escrituras é ignorar a Cristo”.

Com posse da herança dos pais, foi realizar sua vocação de ardoroso estudioso em Roma. Estando na “Cidade Eterna”, Jerônimo aproveitou para visitar as Catacumbas, onde contemplava as capelas e se esforçava para decifrar os escritos nos túmulos dos mártires. Nessa cidade, ele teve um sonho que foi determinante para sua conversão: neste sonho, ele se apresentava como cristão e era repreendido pelo próprio Cristo por estar faltando com a verdade (pois ainda não havia abraçado as Sagradas Escrituras, mas somente escritos pagãos). No fim da permanência em Roma, ele foi batizado.

Após isso, iniciou os estudos teológicos e decidiu lançar-se numa peregrinação à Terra Santa, mas uma prolongada doença obrigou-o a permanecer em Antioquia. Enfastiado do mundo e desejoso de quietude e penitência, retirou-se para o deserto de Cálcida, com o propósito de seguir na vida eremítica. Ordenado sacerdote em 379, retirou-se para estudar, a fim de responder com a ajuda da literatura às necessidades da época. Tendo estudado as línguas originais para melhor compreender as Escrituras, Jerônimo pôde, a pedido do Papa Dâmaso, traduzir com precisão a Bíblia para o latim (língua oficial da Igreja na época). Esta tradução recebeu o nome de Vulgata. Assim, com alegria, dedicação sem igual e prazer se empenhou para enriquecer a Igreja universal.

Saiu de Roma e foi viver definitivamente em Belém no ano de 386, onde permaneceu como monge penitente e estudioso, continuando as traduções bíblicas, até falecer em 420, aos 30 de setembro com, praticamente, 80 anos de idade. A Igreja declarou-o padroeiro de todos os que se dedicam ao estudo da Bíblia e fixou o “Dia da Bíblia” no mês do seu aniversário de morte, ou ainda, dia da posse da grande promessa bíblica: a Vida Eterna.

São Jerônimo, rogai por nós!

Fonte : Canção Nova

LEIA A BÍBLIA COM EFICÁCIA E SABEDORIA

 

                                                                                    

Por Prof. Felipe Aquino

Devemos compreender que a Bíblia é a Palavra de Deus escrita para os homens e pelos homens; logo, ela apresenta duas faces: a Divina e a humana. Para poder interpretá-la bem é necessário o reconhecimento da sua face humana, para depois, compreender a sua mensagem Divina.

Não se pode interpretar a Sagrada Escritura só em nome da “mística”, pois muitas vezes podemos ser levados por ideias religiosas pré-concebidas, ou mesmo podemos cair no subjetivismo. Por outro lado, não se pode querer usar apenas os critérios científicos (linguística, arqueologia, história, …); é necessário, após o exame científico do texto, buscar o sentido teológico.

A Bíblia não é um livro caído do céu, ela não foi ditada mecanicamente por Deus e escrita pelo autor bíblico (=hagiógrafo), mas é um Livro que passou pela mente de judeus e gregos, numa faixa de tempo que vai do séc. XIV aC. ao século I dC. É por causa disto que é necessário usar uma tradução feita a partir de originais e com seguros critérios científicos. (...)

“Através de todas as palavras da Sagrada Escritura, Deus pronuncia uma só Palavra, seu Verbo único, no qual se expressa por inteiro” (§102).

“Com efeito, as palavras de Deus, expressas por linguagem humana, tal como outrora o Verbo do Pai Eterno, havendo assumido a carne da fraqueza humana, se fez semelhante aos homens” (Dei Verbum,13). 

Santo Agostinho ensinava que:

“É uma mesma Palavra de Deus que se ouve em todas as Escrituras, é um mesmo Verbo que ressoa na boca de todos os escritores sagrados, ele que, sendo no início Deus, junto de Deus, não tem necessidade de sílabas, por não estar submetido ao tempo” (Salmos 103,4,1).

Somente as palavras originais com as quais a Bíblia foi escrita (hebraico, aramaico e grego) foram inspiradas; as traduções não gozam do mesmo carisma da inspiração; é por isso que a Igreja sempre teve muito cuidado com as traduções, pois podem conter algum sentido que não foi da vontade do autor e de Deus. As traduções devem ser fiéis aos originais; e isto não é fácil.

  

VENHA SER CATEQUISTA

 


Querida comunidade Rosa Mística,

Este é mais um chamado para que vocês façam parte da Pastoral Catequética. Todos os anos fazemos isso.  Também o faz a pastoral da liturgia, do Canto, da Família, do Dízimo, da Juventude...bem como os serviços e movimentos de nossa Igreja, povo de Deus. Por que esse chamado?

O próprio Jesus nos alerta para a necessidade de convocarmos as pessoas para ajudar no anúncio da Boa Notícia de que somos chamadas e chamados a sermos filhas e filhos do Pai e Mãe Deus, pois a messe é grande, mas os trabalhadores são poucos. Ele não evangelizou sozinho, chamou os discípulos para segui-lo e, mais: mandou que esses fizessem mais discípulos ainda. Essa é a tarefa da Igreja e, da catequese, mas de forma sistemática.

As pessoas que servem hoje nas pastorais têm o mesmo estilo de vida das outras pessoas que fazem parte dessa comunidade: casadas, solteiras, com filhos, sem filhos, trabalham, estudam, cuidam dos pais, são aposentadas, sadias, ou com algum problema de saúde, mas mesmo assim aceitam com alegria a missão que lhes é confiada pelo nosso Batismo: fazer com que todos se tornem discípulos pelo batismo na Santíssima Trindade e, aqui entra a missão da catequese, bem como de todas as pastorais, serviços e movimentos: ensinar tudo o que Jesus ordenou, porque Ele está conosco todos os dias.

O pedido é o mesmo, por que a realidade ainda é a mesma: uma grande comunidade como a nossa com 11 catequistas. É preciso mais catequistas para poder receber mais pessoas em nosso processo formativo. “Venham e vejam” como acontece a pastoral Catequética de nossa comunidade, pois só assim vocês poderão fazer o verdadeiro juízo do nosso serviço!

E quem aceitar esse convite pode procurar a secretaria da igreja, deixar seu nome e telefone que entraremos em contato!

Muito obrigada pelo carinho da atenção!

Última atualização ( Seg, 29 de Setembro de 2014 13:01 )

 
Quem está on-line
Nós temos 4 visitantes online