Home

23 de setembro de 2014

Caros Paroquianos, com um “clik” no banner “A Palavra de Deus na vida”, acima, você pode meditar a Palavra de Deus diariamente, faça essa experiência!Que a Palavra de Deus ilumine todos nós!

 

 

 

A CRECHE ANJO DA GUARDA PRECISA DE VOCÊ!!

Com um "click" no banner acima: "Construção da Creche Anjo da Guarda" você poderá ajudar concluir o acabamento interno da obra. Precisamos de: todos os pisos cerâmicos, bancadas e divisórias de granito, portas de madeiras, louças e metais sanitários, luminárias, vidros, pinturas.

 

VENHA SER CATEQUISTA

 


Querida comunidade Rosa Mística,

Este é mais um chamado para que vocês façam parte da Pastoral Catequética. Todos os anos fazemos isso.  Também o faz a pastoral da liturgia, do Canto, da Família, do Dízimo, da Juventude...bem como os serviços e movimentos de nossa Igreja, povo de Deus. Por que esse chamado?

O próprio Jesus nos alerta para a necessidade de convocarmos as pessoas para ajudar no anúncio da Boa Notícia de que somos chamadas e chamados a sermos filhas e filhos do Pai e Mãe Deus, pois a messe é grande, mas os trabalhadores são poucos. Ele não evangelizou sozinho, chamou os discípulos para segui-lo e, mais: mandou que esses fizessem mais discípulos ainda. Essa é a tarefa da Igreja e, da catequese, mas de forma sistemática.

As pessoas que servem hoje nas pastorais têm o mesmo estilo de vida das outras pessoas que fazem parte dessa comunidade: casadas, solteiras, com filhos, sem filhos, trabalham, estudam, cuidam dos pais, são aposentadas, sadias, ou com algum problema de saúde, mas mesmo assim aceitam com alegria a missão que lhes é confiada pelo nosso Batismo: fazer com que todos se tornem discípulos pelo batismo na Santíssima Trindade e, aqui entra a missão da catequese, bem como de todas as pastorais, serviços e movimentos: ensinar tudo o que Jesus ordenou, porque Ele está conosco todos os dias.

O pedido é o mesmo, por que a realidade ainda é a mesma: uma grande comunidade como a nossa com 11 catequistas. É preciso mais catequistas para poder receber mais pessoas em nosso processo formativo. “Venham e vejam” como acontece a pastoral Catequética de nossa comunidade, pois só assim vocês poderão fazer o verdadeiro juízo do nosso serviço!

E quem aceitar esse convite pode procurar a secretaria da igreja, deixar seu nome e telefone que entraremos em contato!

Muito obrigada pelo carinho da atenção!



O BEM PAGA MAIS QUE O DINHEIRO, DIZ PAPA EM CENTRO CARITATIVO

 

                                                                      

Encerrando as atividades em sua viagem à Albânia neste domingo, 21, o Papa Francisco encontrou-se com crianças do Centro Betânia e de outros centros caritativos do país. Na ocasião, o Papa recordou que o bem paga “infinitamente mais que o dinheiro”.

O Pontífice agradeceu pelo acolhimento dado não só a ele nesta visita, mas a todas as crianças necessitadas atendidas pelo centro. Segundo ele, lugares assim confirma os fiéis na fé, pois é possível ver a fé em caridade concreta, levando luz e esperança em situações de dificuldade.

“Esta fé que trabalha na caridade move as montanhas da indiferença, da incredulidade e da apatia e abre os corações e as mãos para realizar o bem e difundi-lo. Através de gestos humildes e simples de serviço aos pequenos passa a Boa Notícia de que Jesus ressuscitou e vive em meio a nós”. (...)

Francisco também falou às crianças e colaboradores do centro da importância do bem, definindo-o como um “prêmio a si mesmo”, como algo que paga infinitamente mais que o dinheiro. Ele destacou ainda que o segredo de uma vida de sucesso é amar e doar-se por amor, o que dá força ao ato de sacrificar-se por amor.

O Santo Padre concluiu seu discurso deixando um encorajamento para a ação caritativa no país. “Continuem com confiança a servir nos pobres e nos abandonados o Senhor Jesus e a pregá-lo para que os corações e as mentes de todos se abram ao bem, à caridade ativa, fonte de alegria verdadeira e autêntica”.

Fonte : Canção Nova

 

PAPA SE ENCONTRA COM AUTORIDADES E FALA DE LIBERDADE RELIGIOSA

 

 

                                                            

O Papa Francisco chegou neste domingo, 21, à Albânia, para a visita de um dia ao país. O Pontífice foi recebido pelo primeiro-ministro, Edi Rama, e seguiu para o primeiro compromisso: um encontro com as autoridades albanesas e corpo diplomático.

 Durante o encontro, que aconteceu no Palácio Presidencial, Francisco agradeceu pelo convite de visitar o país, conhecido também como “terra das águias”. “Sinto imensa alegria por estar aqui convosco, na nobre terra da Albânia: terra de heróis, que sacrificaram a vida pela independência do país, e terra de mártires, que testemunharam a sua fé nos tempos difíceis de perseguição”.

O Papa destacou o valor da liberdade religiosa e de expressão, e disse que essas são condições para o progresso econômico e social de qualquer país. Ao se referir a esta realidade na Albânia, elogiou o relacionamento de paz entre as religiões. “Alegro-me de modo particular por uma característica feliz da Albânia: refiro-me à convivência pacífica e à colaboração entre seguidores de diferentes religiões. O clima de respeito e mútua confiança entre católicos, ortodoxos e muçulmanos é um bem precioso para o país” .

Francisco afirmou que, neste tempo, a relação entre as diferentes manifestações religiosas “tem sido deturpado, por parte de grupos extremistas”, gerando assim conflitos e violência, ao invés de “diálogo aberto e respeitoso e de uma reflexão comum sobre o que significa crer em Deus”.

O Pontífice destacou que não se pode “tomar Deus por escudo”, utilizando-O como pretexto para ações contrárias à dignidade do homem e seus direitos humanos fundamentais, principalmente o que diz respeito à liberdade religiosa. Ele falou da Albânia como modelo de respeito e convívio pacífico. “Que a Albânia possa continuar sempre por esta estrada, tornando-se um exemplo de inspiração para tantos países”. (...)

Fonte : Canção Nova

 

FUNDADOR DO HOSPITAL "CASA ALÍVIO DO SOFRIMENTO''

 

                                                              

Este digníssimo seguidor de S. Francisco de Assis nasceu no dia 25 de maio de 1887 em Pietrelcina (Itália). Seu nome verdadeiro era Francesco Forgione. Ainda criança era muito assíduo com as coisas de Deus, tendo uma inigualável admiração por Nossa Senhora e o seu Filho Jesus, os quais via constantemente devido à grande familiaridade. Ainda pequenino havia se tornado amigo do seu Anjo da Guarda, a quem recorria muitas vezes para auxiliá-lo no seu trajeto nos caminhos do Evangelho.

Conta a história que ele recomendava muitas vezes as pessoas a recorrerem ao seu Anjo da Guarda estreitando assim a intimidade dos fiéis para com aquele que viria a ser o primeiro sacerdote da história da Igreja a receber os estigmas do Cristo do Calvário. Com quinze anos de idade entrou no Noviciado da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos em Morcone, adotando o nome de “Frei Pio” e foi ordenado sacerdote em 10 de agosto de 1910 na Arquidiocese de Benevento. Após a ordenação, Padre Pio precisou ficar com sua família até 1916, por motivos de saúde e, em setembro desse mesmo ano, foi enviado para o convento de São Giovanni Rotondo, onde permaneceu até o dia de sua morte.

Abrasado pelo amor de Deus, marcado pelo sofrimento e profundamente imerso nas realidades sobrenaturais, Padre Pio recebeu os estigmas, sinais da Paixão de Jesus Cristo, em seu próprio corpo. Entregando-se inteiramente ao Ministério da Confissão, buscava por meio desse sacramento aliviar os sofrimentos atrozes do coração de seus fiéis e libertá-los das garras do demônio, conhecido por ele como “barba azul”.

Torturado, tentado e testado muitas vezes pelo maligno, esse grande santo sabia muito da sua astúcia no afã de desviar os filhos de Deus do caminho da fé. Percebendo que não somente deveria aliviar o sofrimento espiritual, recebeu de Deus a inspiração de construir um grande hospital, conhecido como “Casa Alívio do Sofrimento”, que se tornou uma referência em toda a Europa. A fundação deste hospital se deu a 5 de maio de 1956.

Devido aos horrores provocados pela Segunda Guerra Mundial, Padre Pio cria os grupos de oração, verdadeiras células catalisadoras do amor e da paz de Deus, para serem instrumentos dessas virtudes no mundo que sofria e angustiava-se no vale tenebroso de lágrimas e sofrimentos. Na ocasião do aniversário de 50 anos dos grupos de oração, Padre Pio celebrou uma Missa nesta intenção. Essa Celebração Eucarística foi o caminho para o seu Calvário definitivo, na qual entregaria a alma e o corpo ao seu grande Amor: Nosso Senhor Jesus Cristo; e a última vez em que os seus filhos espirituais veriam a quem tanto amavam.

Era madrugada do dia 23 de setembro de 1968, no seu quarto conventual com o terço entre os dedos repetindo o nome de Jesus e Maria, descansa em paz aquele que tinha abraçado a Cruz de Cristo, fazendo desta a ponte de ligação entre a terra e o céu.

Foi beatificado no dia 2 de maio de 1999 pelo Papa João Paulo II e canonizado no dia 16 de junho de 2002 também pelo saudoso Pontífice. Padre Pio dizia: “Ficarei na porta do Paraíso até o último dos meus filhos entrar!”

São Pio de Pietrelcina, rogai por nós!

Fonte : Canção Nova

 

 

 

Última atualização ( Seg, 22 de Setembro de 2014 12:52 )

 
Quem está on-line
Nós temos 3 visitantes online