Paróquia Rosa Mística

JUSTIÇA E PAZ SE ABRAÇARÃO

JUSTIÇA E PAZ SE ABRAÇARÃO

ROS-0019---LINK-COMPARTILHADO-FRASE

Estamos vivenciando como cristãos o tempo litúrgico belíssimo da Páscoa que nos convoca à transformação de nossas vidas, à conversão e alegria na certeza da vitória sobre o pecado e a morte.

No mundo estamos no mínimo assustados diante de tanta violência, maldade, corrupção, ódio, destruição de valores, começando pela família. Felizmente, apesar de tudo, continuamos cheios de fé, esperança, caridade.

Cultivamos um otimismo sadio, sem ilusões e falso idealismo. Não tapamos o sol com a peneira, como se diz no provérbio popular.

Há séculos o salmo 85, que não desconhece a maldade já existente e pede perdão a Deus pelos pecados e iniquidade do povo, proclamava no versículo 11: ” misericórdia e verdade se encontram, justiça e paz se abraçam”.

O Papa Francisco em visita ao Egito, em memorável discurso na Universidade Islâmica do Cairo, ensina que o verdadeiro diálogo exige três dimensões ou aspectos: IDENTIDADE: cada pessoa ou grupo deve manter sua identidade religiosa, cultural, etc. Respeito à ALTERIDADE, isto é, valorizar e acolher os que professam outras religiões e tem outras identidades culturais, SINCERIDADE e VERDADE na apresentação de propostas e soluções.

O Papa Francisco nos convoca “construir pontes e não muros” e a sermos semeadores de paz e justiça. A nossa fé Católica nos torna comprometidos com toda a realidade pessoal e social. O Evangelho de Jesus Cristo leva à transformação do mundo. A religião bem vivida abrange todas as dimensões do ser humano.

A política no seu sentido amplo e verdadeiro, consiste na busca do bem comum. Qualquer ação nossa tem sempre um caráter político, mesmo não sendo partidária.

Todos devemos nos comprometer como cidadãos e cristãos na construção da sociedade brasileira, com mais justiça, fraternidade, respeito à natureza. Devemos cuidar bem da “nossa casa comum” e neste ano e sempre, vivendo a Campanha da Fraternidade zelar pelos Biomas do Brasil, promovendo a vida.

Com a reflexão e ação vamos vivendo a Páscoa, realizando o que já ansiava o Salmista: “JUSTIÇA E PAZ SE ABRAÇARÃO”

 

Pe.  João de Bona Filho  (Pároco)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>